notícias


11/06/2012

Estatísticas indicam que o sono causa 60% dos acidentes

Estatísticas indicam que cerca de 60% dos acidentes de trânsito acontecem porque os motoristas “dormem” ao volante. Antes de seguir viagem, é preciso ficar atento e checar, além dos itens de segurança do veículo, se o motorista não está com sono.

Estudos apontam que uma pessoa dirigindo à noite leva o dobro do tempo para reagir a uma situação inesperada: cerca de dois segundos e meio. Em uma situação normal, de dia, esse tempo é de 1,8 segundo.

Se a pessoa está sem dormir por 19 horas seguidas – uma situação comum para quem vira a noite trabalhando ou sai da balada – ou está alcoolizada, demora cinco segundos para reagir.

Em cinco segundos, com o carro a 50 km/h, em um cochilo, ele percorre 70 metros antes de reagir e colocar o pé no freio.

Ao contrário da embriaguez, não existe exame para detectar sono ao volante. Em caso de acidente, a perícia descobre a causa, porque, se o condutor dormiu, não há marcas de frenagem na pista.

“O condutor precisa estar descansado e optar por um horário em que ele se sinta bem para dirigir durante vários quilômetros”, alerta o neurologista do Instituto de Medicina e Sono de Campinas e Piracicaba, Shigueo Yonekura.

De acordo com Yonekura, o sono é um dos principais vilões das estradas. Muitas vezes, os melhores horários para fugir dos congestionamentos são os mais arriscados. O risco de morte é quatro vezes maior nos acidentes noturnos. Durante a madrugada, a gravidade dos acidentes costuma ser maior. Nesse período, o fluxo melhora, os veículos aumentam a velocidade e os motoristas ficam mais sujeitos ao cansaço e sonolência. “A temperatura do corpo cai de madrugada e os condutores ficam mais propícios à perda de coordenação motora e reflexo”, explica o especialista em sono pelo Hospital das Clínicas da USP.

Ele também comenta que o condutor não pode se arriscar e sair à noite depois de um dia todo de trabalho e enfrentar horas de viagem ao volante. Outra recomendação é evitar comer em excesso antes de dirigir. “A ingestão de alimentos em excesso pode aumentar a sonolência”, frisa.

Como o sono influencia na direção:
• Para dirigir, o motorista utiliza três funções importantes: a primeira é a cognitiva, ou seja, a atenção, a concentração, o raciocínio e a agilidade mental.
• A segunda função é a motora, que permite que o condutor realize os movimentos de braços, pernas, cabeça, etc.
• A terceira é a função sensório-perceptiva, que abrange a sensibilidade tátil, a visão e a audição.
• Para que estas funções funcionem de maneira adequada, é necessário que o sono esteja em dia.

Fonte: Jornal da Cidade

Aproveite e Consulte

Abaixo você tem a oportunidade de consultar seus pontos na carteira, ver resultado de provas, fazer simulados e conferir os cursos disponíveis.
Não perca tempo, aproveite o que o Trânsito Dinâmico oferece de melhor pra você !!!

Consulta CNH

Consulta pontuação da sua habilitação

Resultado Prova

Confira sua nota no DETRAN/SC

Simulados

Teste seu conhecimento fazendo um de nossos simulados

Cursos

Confira os cursos disponíveis

faça parte do nosso banco de dados

Preencha com seu Email o formulário abaixo e começe a receber nossos informativos.