Como fazer para tirar a carteira de motorista?

Detrans vão propor que motociclistas não usem ‘corredores’ entre carros
julho 20, 2012
Vítimas de acidentes de trânsito esquecem de acionar o seguro Dpvat
julho 24, 2012

Ao completar 18 anos, a maioria dos jovens tem um grande sonho: tirar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação). O órgão responsável é o Detran de cada estado. “Os jovens tem que ter a noção de que a CNH não é um direito de todos, é uma concessão que obtemos se estamos aptos a dirigir”, explica Elaine Sizilo, pedagoga, especialista em trânsito e consultora do Portal.

O primeiro passo é procurar uma autoescola (pesquise antes e escolha aquela que contenha um bom material didático e utilize de meios alternativos para seu estudo) com os seguintes documentos: original e cópia do RG, CPF, comprovante de residência e foto 3×4. É possível optar pelas categorias A (moto), B (carro) ou AB (carro e moto).

A autoescola encaminhará à uma unidade do Detran mais próxima para que seja feito o cadastro das digitais (se o Estado já contar com o sistema de biometria), além de tirar foto. Em seguida, o futuro motorista faz exames médico e psicotécnico que avalia a visão, força muscular, coração, pulmão e saúde mental. Se passar, começam as aulas teóricas do CFC (Centro de Formação de Condutores).

Após o candidato completar as 45 horas/aula, ele conquista o certificado de conclusão do curso e está pronto para a prova teórica, que é aplicada pelo Detran. O candidato deve ter no mínimo 70% de acerto.

Passada esta etapa, começam as aulas práticas, que devem ter no mínimo 20 horas/aula, com pelo menos 4 horas/aula realizadas no período noturno. “É muito importante que o futuro condutor treine em condições adversas como à noite, com chuva, etc, pois só assim ele estará mais preparado para enfrentar a realidade do dia a dia no trânsito”, orienta Sizilo.

Concluído o curso prático é marcada a data para o tão temido exame final. Segundo a especialista Elaine Sizilo, nesta hora é importante ouvir o instrutor. “O professor é a pesssoa que mais conhece o processo e ele sabe a hora que o aluno está preparado ou não para enfrentar a prova prática”, afirma.

O processo, se não houver intercorrências, leva cerca de dois meses. O preço varia de estado para estado. “Segundo a nossa legislação, o candidato tem 12 meses para realizar todo o processo”, diz Sizilo.

Permissão Para Dirigir
O candidato que for aprovado em todas as etapas do processo de habilitação receberá a Permissão Para Dirigir, que é válida em todo território nacional, inclusive rodovias. “Essa dúvida é muito comum entre os recém-habilitados, mas ao contrário do que muitos imaginam, não há nada no Código de Trânsito Brasileiro que proíba o condutor com a PPD de dirigir em rodovias”, explica Sizilo. Porém, a especialista alerta sobre os perigos deste ato. “Pessoas que dirigem bem nas cidades nem sempre são bons condutores nas rodovias, quando estamos falando de condutores sem experiência, o risco é dobrado. Isso ocorre porque conduzir em estradas e rodovias exige uma experiência completamente diferente de conduzir em trânsito urbano”.

Se no período de um ano o condutor não cometer infrações graves ou gravíssimas e nem reincidir em multa por infração média, ele terá direito a CNH. Caso contrário, terá que reiniciar todo processo de habilitação.

Por Mariana Czerwonka

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *