Equipamentos de segurança serão obrigatórios até 2020.

Transporte urbano pode ter que oferecer cinto em assento de idoso.
março 11, 2015
PRF restringe tráfego de caminhões durante feriados.
março 30, 2015

Além do cinto de 3 pontos em todas as posições do veículo, outros mecanismos como apoios de cabeça e sistema Isofix para assentos infantis também passarão a ser obrigatórios

O Contran, em resolução publicada ontem (02), decidiu aumentar a exigência de equipamentos de segurança nos automóveis e utilitários vendidos no país. A determinação, no entanto, só será totalmente válida a partir de fevereiro de 2020, quando completar cinco anos de existência.

Antes disso, em 2018, os modelos novos, sejam nacionais ou importados, deverão contar com os novos recursos de proteção.

A determinação do órgão federal prevê a adoção de cintos de segurança de três pontos com retensor em todos os assentos – hoje há modelos que o dispensam na posição central traseira, por exemplo. Outro item atualmente opcional, o apoio de cabeça, passará a ser obrigatório da mesma forma.

A Resolução incluiu também como equipamento obrigatório, o sistema Isofix, de ancoragem dos assentos infantis, que passará a ser exigido em automóveis, picapes e utilitários.

Fonte: Portal do Trânsito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *