Quanto custa manter um carro?

Mais rápido e barato, serviço de mototáxi chega a SP.
julho 15, 2016
Seminário Comemorativo ao Dia do Motorista em Florianópolis
julho 21, 2016

Muitos brasileiros sonham em ter o próprio carro para não ter mais que enfrentar condução lotada ou até mesmo para não ter que depender de caronas em viagens e baladas. O problema é que, na maioria das vezes, os custos de um carro são mais caros do que o imaginado.

Além das altas taxas de juros de financiamentos – poucas pessoas têm dinheiro suficiente para comprar à vista –, os gastos com combustível, estacionamento, seguro e até mesmo pequenos reparos costumam abocanhar uma parte expressiva do orçamento mensal. Por isso, vale a pena levantar todos os gastos envolvidos e por na ponta do lápis os gastos totais de ter um carro.

Coloque todos os custos para manter um carro na ponta do lápis

 IPVA

O IPVA é o a sigla de Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores. É o imposto do carro mais conhecido e deve ser pago anualmente pelo proprietário ou responsável por qualquer tipo de automóvel. Somente veículos automotores terrestres com mais de 20 anos de fabricação estão isentos.

O valor do IPVA é determinado pela Secretaria da Fazenda com base no valor do veículo comprado e sua quitação é um requisito para o licenciamento. Em geral, o valor do IPVA gira em torno de 4% do valor venal de um automóvel. Para um carro que custa R$ 40.000, por exemplo, o IPVA é cerca de R$ 1.600.

O pagamento pode ser realizado à vista com desconto no mês de janeiro, sem desconto no mês de fevereiro ou parcelado nos meses de janeiro, fevereiro e março, desde que a primeira parcela seja recolhida no prazo estabelecido.

Caso o imposto não seja pago até a data determinada, além de pagar juros, o proprietário terá um veículo em situação irregular.

DPVAT

DPVAT é a sigla de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre. Conhecido como “seguro obrigatório”, o pagamento desse seguro garante às vítimas de acidentes com veículos o recebimento de indenizações, mesmo que o motorista fuja do local do acidente e que ninguém anote a placa do veículo.

O Seguro DPVAT deve ser pago todos os anos, à vista, juntamente com a cota única ou a primeira parcela do IPVA. Se o veículo está sendo licenciado pela primeira vez, o seguro será pago proporcionalmente ou pro rata. Nesse caso, o valor será correspondente aos meses em que o veículo estará coberto até o fim do exercício.

Para um carro que custa R$ 40.000, o valor do DPVAT para a classe de seguro 01 (particular) custa cerca de R$ 101,16.

Revisão do veículo

Para rodar tranquilo com o carro, sem riscos de ter que parar no acostamento ou em uma via perigosa por conta de algum problema mecânico, é essencial fazer uma revisão periódica. Normalmente a revisão deve ser feita a cada seis meses ou a cada 10 mil quilômetros – o mais indicado é seguir as orientações do manual do proprietário do veículo.

Carros novos, por exemplo, devem fazer o alinhamento e balanceamento a cada 10 mil km, além de substituir o fluido de freio e as velas a cada 20 mil km. Em carros usados esse cuidado deve ser ainda maior: o ideal é que tudo seja checado, como motor, freios, suspensão e parte elétrica.

O óleo do motor é um dos itens mais lembrados pelo motorista na hora da revisão, mas existem outros igualmente importantes, como a higienização do ar-condicionado, que evita a proliferação de fungos e bactérias que atacam o sistema respiratório.

revisao-preventiva

Mas antes de levar seu carro à primeira oficina que você ver pela frente, faça uma pesquisa de preços e confiabilidade do local. Um levantamento realizado pelo Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) sobre quanto custa a revisão de nove modelos de carros com 40 mil quilômetros rodados em concessionárias e oficinas mecânicas identificou que a maior dificuldade é a falta de transparência por quem oferece esse tipo de serviço. Apesar da variação de preços depender da marca, do modelo do veículo e da quilometragem rodada, dos 38 estabelecimentos consultados, 6 (16%) simplesmente não passaram o orçamento e apenas 4 (10,5%) forneceram os preços do que havia sido pedido de forma exata. Por isso, muito cuidado para não tomar prejuízo no momento da revisão.

Manutenção

Mesmo que você faça uma revisão periódica e tome todos os cuidados com seu carro, com o tempo alguns itens se desgastam de forma natural, gerando necessidade de troca. É o caso do óleo e do pneu, mas isso também pode acontecer com diversas peças do veículo. Em média, estima-se que anualmente os custos com manutenção fiquem em torno de R$500.

Para economizar, o indicado é comprar um veículo que tenha menor custo de manutenção. Segundo o Índice de Manutenção Veicular (IMV) do Centro de Experimentação e Segurança Viária (Cesvi), que analisou diferentes versões dos 45 carros mais vendidos do país em 2014, nove carros da Fiat possuem menor custo de manutenção, seguidos por seis modelos da Volkswagen.

O cálculo somou os custos de mão de obra e peças utilizadas em manutenções preventivas e preditivas para cada modelo durante os primeiros 100 mil quilômetros rodados.

Seguro

Apesar de não ser obrigatório, o seguro precisa ser incluído na lista de gastos com carro, já que é essencial para se precaver de roubos, furtos e até acidentes.

A idade, o sexo e o tempo de habilitação influenciam no valor do seguro, assim como o modelo, ano e região de circulação do carro: condutores entre 18 e 24 anos costumam pagar mais caro por conta da falta de experiência à frente do volante, assim como donos de veículos esportivos ou com alto índice de furto e roubo.

Para saber se vale mais a pena optar por franquia alta ou baixa, o ideal é fazer uma simulação das duas opções e ver qual se enquadra mais no orçamento, assim como consultar dicas para baratear o seguro do carro.

Para um carro de R$ 40.000, é razoável estimar que o seguro anual custe em torno de 5% do valor do automóvel – ou seja, R$2.000.

Estacionamento

Mesmo que você more em casa ou prédio com garagem própria, será inevitável gastar uma vez ou outra com estacionamento. Algumas empresas ajudam a custear o valor do estacionamento no período de trabalho, mas isso depende muito da região, estrutura e até do perfil da organização.

Se você tiver que arcar com esses gastos sozinho, já que muitas vezes é necessário alugar uma vaga de garagem no prédio e pagar o estacionamento do trabalho, o gasto mensal nessa categoria deve girar em torno de R$300 à R$400.

gasto com estacionamento tambem deve ser levado em conta

Além disso, estacionamentos perto de bairros movimentados e com maior agito costumam cobrar caro pelas horas em que o automóvel fica no local, sem falar nos serviços de valets em restaurantes e estacionamentos em shopping. E nem pense em economizar com isso: é melhor deixar o carro em uma garagem do que na rua e correr o risco de ser furtado.

Pensando em comprar um carro?

Se estiver pensando em comprar um veículo, também é válido levar em conta a depreciação do mesmo. Apesar de ser um valor pouco percebido, a depreciação pode ser entendida como o valor que você teria que desembolsar ao vender seu carro e comprar outro idêntico 0km. É a desvalorização natural da sua máquina. Em média, um veículo deprecia 10% ao ano, ou seja, no caso de um carro de R$40.000, esse valor é de R$4.000.

Além disso, cuidado com o financiamento do veículo: dependendo da negociação, você acaba pagando, em juros, um valor de um outro carro e, no fim, paga dois carros por um!

Seu carro está muito caro?

Agora que você viu quanto custa manter um carro, sabe que os gastos não são nada baixos e acabam afetando seu orçamento anual mais do que você se dá conta mês a mês.

Uma boa opção para baratear os custos do automóvel é compartilhá-lo: seu carro cadastrado no Pegcar pode ser alugado por outras pessoas, com seguro incluso e praticidade. Com o dinheiro que você recebe dos aluguéis, é possível quitar esses custos do carro e, assim, ter um carro que não custa tão caro!

Confira aqui quanto você pode ganhar por mês alugando seu carro.

Fonte: pegcar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *