Quatro cidades disputam por projeto internacional de mobilidade urbana.

Esfera explosiva pode ser a sucessora dos extintores de incêndio.
abril 8, 2016
Uber do Brasil quer lançar Florianópolis.
abril 12, 2016

Ministério das Cidades divulga este mês qual o município escolhido para receber recursos do projeto em parceria Brasil-Alemanha de eficiência energética em mobilidade

Quatro municípios brasileiros – São José dos Campos (SP), Sorocaba (SP), Uberlândia (MG) e Teresina (PI) – foram selecionados pelo Ministério das Cidades e estão na disputa para receber um projeto internacional de eficiência energética em mobilidade urbana, a ser desenvolvido em cooperação entre os governos brasileiro e alemão. 

A cidade escolhida receberá cerca de 2 milhões de euros, e o suporte da Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ), para investir em soluções que promovam a otimização e sustentabilidade no sistema de transportes, a redução de poluentes e a qualidade de vida. O resultado do processo deve ser divulgado ainda em abril.

Foram consideradas cidades de porte médio, de 500 mil a 1 milhão de habitantes, com potencial na área de mobilidade urbana, explicou o secretário nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana do Ministério das Cidades, Dário Rais Lopes:

“As cidades foram escolhidas para o desenvolvimento de novas ferramentas e sistemas de gestão e planejamento. Para isso, terão apoio da equipe do Ministério das Cidades e agência alemã, além da capacitação de seu quadro técnico. Essas cidades devem servir de referência para todos os município brasileiros”, afirmou.

Visitas técnicas 

No dia 1 de abril, representantes da Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana (Semob) e da GIZ estiveram na cidade mineira de Uberlândia, onde conheceram os projetos da Prefeitura para a área de mobilidade urbana. Foram apresentados projetos já desenvolvidos, como o Sistema Integrado de Transportes e novos corredores estruturais de ônibus.  

No dia 4 foi a vez dos técnicos do Ministério da Cidade realizarem sua vistoria técnica pela cidade paulista de Sorocaba. “Se escolhida, Sorocaba terá disponível um mecanismo para otimização das rotas de ônibus e monitoramento de localização, além de melhor qualidade de vida”, explicou o secretário Dário Lopes. Entre outras ações de mobilidade, afirmou o prefeito Antônio Carlos Pannunzio, Sorocaba é a cidade com a maior extensão de ciclovias instaladas em funcionamento no país, um total de 126 km.

No dia seguinte, terça-feira (5) os técnicos chegaram a São José dos Campos (SP), onde se reuniram com técnicos da Prefeitura para obter mais detalhes das ações desenvolvidas no setor de transportes e também da Política Municipal de Mobilidade Urbana, recentemente aprovada. O grupo visitou projetos já implantados, como os corredores de ônibus, a integração no transporte coletivo e os investimentos em transportes não motorizados, como ciclovias, e ferramentas de proteção ao pedestre.

Nesta quinta-feira (7), a comitiva alemã e do Ministério das Cidades visitou a última das quatro cidades escolhidas, a capital do Piauí Teresina. Ao superintendente de Transportes e Trânsito de Teresina, Carlos Daniel, coube apresentar os investimentos em mobilidade em execução pela Prefeitura, presentes nos planos de Mobilidade Urbana e Cicloviário, nos corredores de transporte público e na infraestrutura de transporte não motorizado, além de ações de segurança no trânsito e obras de novas avenidas e pontes e asfaltamento de vias. 

Fonte: mobilize.org.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *