Tecnologia e mobilidade urbana: um incentivo ao uso de bicicletas.

A realidade virtual no tratamento para perder o medo de dirigir.
setembro 25, 2018
As motos são as principais causadoras de mortes no trânsito. Veja dicas para evitar acidentes!
outubro 9, 2018

Iniciativas do bem colaboram com um trânsito mais fluido e saudável, promovendo o incentivo ao uso de bicicletas nas ruas das cidades.

O tema tecnologia e mobilidade urbana não é novidade aqui no blog.

Já relatamos algumas dicas sobre como otimizar a capacidade de deslocamento nas estradas.

Exemplificamos como você pode agir para resolver os problemas de trânsito na sua cidade.

E tratamos de vários outros temas interessantes neste sentido.

Afinal, um trânsito descomplicado e saudável é o que todos nós queremos.

Se este também é um assunto do seu interesse vai gostar de saber que trouxemos algumas novidades.

Hoje, traremos aqui para o blog, exemplos de iniciativas bacanas que misturam empreendedorismo, criatividade e tecnologia, como forma de incentivo ao uso de bicicletas.

Você vai ver como algumas soluções, simples até, podem ajudar na segurança e contribuir para desafogar o trânsito de uma forma sustentável. Acompanhe!

Novas tecnologias como incentivo ao uso de bicicletas

Tecnologia e mobilidade urbana: um incentivo ao uso de bicicletas

A tecnologia tem sido amplamente utilizada como aliada para a segurança no trânsito.

E isso não poderia ser diferente com o universo duas rodas.

Elas estão agindo à favor dos ciclistas e cada vez mais promovendo o incentivo ao uso de bicicletas.

Recentes criações neste sentido são luvas e capacetes luminosos. Estamos falando de casos como a Turn Signal Gloveso Closca Fuga e o Lumos.

Os acessórios luminosos permitem que ciclistas possam pedalar à noite com segurança. Sem correr o risco de não serem vistos por motoristas desatentos.

O suor já não é desculpa para não andar de bike

Tecnologia e mobilidade urbana: um incentivo ao uso de bicicletas

Quem costuma se deslocar de bike para o trabalho, costuma enfrentar alguns contratempos.

Entre eles está o suor. Que pode causar um certo desconforto, desalinhando o visual.

Ops! Digamos que poderia. Sim, porque com as novas tecnologias têxteis, isso está deixando de ser um problema. E sim, um incentivo ao uso de bicicletas.

Quem não tem a opção de tomar um banho ao chegar no trabalho, depois de dirigir por alguns minutos de bike, agora tem uma saída.

Já tem grife especializada em roupas especiais para ciclistas urbanos. Uma delas é a Velô.

As peças são confeccionadas em materiais leves, não amassam, protegem contra raios ultravioletas e ainda permitem a entrada de ar.

Quer incentivo melhor que este para deixar o carro em casa e sair pedalando para o trabalho?

A mobilidade urbana como negócio lucrativo

Tecnologia e mobilidade urbana: um incentivo ao uso de bicicletas

Assim como a grife de roupas especializadas para ciclistas, outras iniciativas parecem estar ganhando dinheiro com o incentivo ao uso de bicicletas.

Uma delas vem de Santa Catarina. Trata-se do projeto Eu Vou! Floripa.

Ele se propõe, de um jeito inovador, viabilizar as saídas de bike na cidade. Com todo o conforto e suprindo todas as necessidades que um ciclista teria nas ruas.

O espaço oferece estacionamento, ducha, um café e ainda, lavagem e manutenção para as bikes.

Este tipo de negócio, mostra que o incentivo ao uso de bicicletas pode também ser lucrativo, e retrata um desejo e a mudança de hábitos da população.

Que é algo, também, que não vem de hoje. Afinal, já faz algum tempo que movimentos favoráveis ao uso da bicicleta começaram a aparecer nas cidades.

Exemplo disso é a criação de bicicletários, estacionamentos seguros e específicos para bicicletas, disponíveis em áreas públicas e pátios de empresas.

Outro exemplo são as bikes compartilhadas, que ficam disponíveis (mediante aluguel) aos usuários, em pontos específicos das cidades. Ao pagar uma tarifa, a pessoa retira a bicicleta, sai rodando e a devolve em outro ponto.

Iniciativas como estas que só vem a somar para que transtornos ligados ao trânsito, como congestionamentos, poluição e gastos com combustíveis, sejam minimizados.

Como você pode perceber, o caminho está aberto para iniciativas do bem. E há muito espaço para inovar quando o assunto é o incentivo ao uso de bicicletas.

O mais importante de tudo é sempre colocar a segurança e o bom convívio no trânsito em primeiro lugar. Aí sim, a experiência passa a ser completa e saudável.

 

*Por ICETRAN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress spam blocked by CleanTalk.