Viajar com o seu animal de estimação com conforto e segurança.

Transporte público poderá ter botão de pânico.
julho 20, 2018
Chave digital destranca carro e inicia motor; conheça a novidade.
julho 23, 2018

*Por Paulo Botelho

 

Só quem tem um animal de estimação sabe como é difícil ir viajar, mesmo para quem consegue ficar longe do seu amigo, pois nem sempre conseguimos alguém para ficar com ele, ou deixar em um local apropriado pode estourar o orçamento e às vezes a melhor opção é leva-lo conosco, e isso pode ser até legal, desde que feito de maneira segura e correta.

O primeiro passo, quando decidimos levar um animal de estimação numa viagem é saber a maneira correta, por isso busquei, o que o Código de Trânsito Brasileiro fala sobre esse assunto, e ele prevê multas para o transporte errado de animais, além das infrações especificas ao transporte dos mesmos, o condutor pode receber uma multa por dirigir sem atenção ou sem os cuidados indispensáveis à segurança.

OS ARTIGOS 
Art. 169 – Dirigir sem atenção ou sem os cuidados indispensáveis à segurança. Multa de R$ 88,38 e três pontos na carteira

Art. 235 – Conduzir pessoas, animais ou carga nas partes externas do veículo, salvo nos casos devidamente autorizados. Infração grave com multa de R$ 195,23 e cinco pontos na carteira.

Art. 252. Dirigir o veículo transportando pessoas, animais ou volume à sua esquerda ou entre os braços e pernas. Multa de R$ 130,16 e quatro pontos.

Além de evitar multas, o transporte correto garante a sua segurança, de seus passageiros e dos animais de estimação, em eventuais freadas bruscas ou acidentes.

Vejam as dicas do nosso parceiro ICETRAN:

  1. Acostume seu pet com o carro

Nunca pegue a estrada sem antes mostrar o veículo para o seu bichinho. Do contrário, ele poderá ficar assustado e muito agitado, podendo atrapalhar a viagem. Por isto, alguns dias antes de pegar no volante, faça alguns passeios com seu bichinho pela vizinhança para que ele vá se acostumando com o  ambiente diferente do seu. Desta forma, no dia em questão, ele não se agitará e o mais importante: não colocará sua vida em risco.

  1. Leve seu bicho ao veterinário

É fundamental que você o leve ao médico para realizar um check-up. Dependendo do tipo de viagem que você realizará, o veterinário poderá passar alguns cuidados, como: prevenções de pulgas, carrapatos e doenças que podem afetar a saúde do seu animal. Converse com o médico e peça para que ele indique alguns remédios, como por exemplo, para enjoo.

  1. No dia da viagem

Alimente seu pet algumas horas antes da viagem e sempre com uma alimentação leve. Desta forma, ele pegará a estrada com muito mais conforto e menos risco de enjoo ou vômito. Não se esqueça de levar seus pertences, como pote de água e ração, comida, guia, entre outros itens. Leve também sua carteira de vacinação e confira se está tudo em ordem. Não viaje com alguma vacina pendente.

  1. Faça pausas na estrada

Durante a viagem é recomendado fazer paradas, no mínimo a cada duas horas. Assim como os humanos, os animais também pedem um descanso. Saia do automóvel e dê a ele um pouco de água. Não deixe de dar algumas voltas pelo local para que ele possa se movimentar.

  1. Medidas de segurança

Você sabia que existem caixas de transporte e até mesmo cinto de segurança para pet? Os cintos são mais acessíveis, e custam em média R$ 40. Importante ressaltar que praticamente não existem leis voltadas para a segurança do animal. Entretanto, alguns cuidados são básicos, como evitar levar seu bicho na carroceria ou no colo. É fundamental ficar sempre atento à segurança do pet e não deixar a janela totalmente aberta, para evitar com que ele salte para a estrada.

  1. Outras espécies de animal

Aves e roedores, como o hamster, por exemplo, são espécies sensíveis ao calor e ambientes estranhos. Por isto, é importante que você garanta seu conforto durante toda a viagem. Preste atenção às condições de umidade, temperatura e ventilação. Use gaiolas forradas para transportá-los e não se esqueça de levar água e comida.

  1. Bolsa e cadeirinha ou caixas de transporte?

A bolsa e cadeirinha são seguras e costumam ser muitos confortáveis para os animais. Elas se assemelham a um bebê conforto e possuem cintos para deixar o bicho seguro dentro do carro. É o transporte ideal para os animais pequenos. Já a caixa de transporte é recomendada para os gatos, que gostam desse tipo de ambiente e estão acostumados. Estes objetos são fáceis de serem encontrados e o melhor têm preços bem acessíveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *